Arritmias

 

O Que é Arritmia Cardíaca?
     Sabemos de antemão, que o coração trabalha com um certo ritmo, com um compasso determinado., ela pode variar de acordo com esforço físico, emoções, alterações metabólicas etc. Dessa forma quando um indivíduo esta se exercitando o coração aumenta o ritmo das batidas, com o objetivo de enviar mais sangue para os tecidos, exigidas pelo esforço despendido.
     Mas nem todos os indivíduos procede dessa forma. Certas pessoas apresentam com coração com batimento fora do ritmo ou descompassado ( estrassístoles Ventriculares ) sem motivo aparente. Pode apresentar aceleramento repentino não desencadeado por esforço físico, comumente chamado pelos médicos de Taquicardia Paroxística ou pode apresentar ritmo totalmente aleatório ( Fibrilação Atrial ).
     Portanto, todas estas alterações do ritmo cardíaco é Denominado Arritmia Cardíaca.

Como são Classificados as Arritmias?
     As arritmias podem ser classificados quanto a sua origem em:
        a) Congênitas
        b) Adquiridas
     As arritmias de origem congênita, são aquelas em que o Indivíduo já nasce com má formação no feixe de condução oqual é responsável pela aparecimento das arritmias.      Exemplo dessa arritmias é o Síndrome de Wolf-Parkinson - White onde o indivíduo apresenta uma condução extra Anômala o qual facilitaria o surgimento das taquiarritmias.
     As arritmias adquiridas, ou seja elas surgiram após o Nascimento , podendo ser causadas por vários patologias como Febre Reumática, Hipertensão Arterial, Diabete, Insuficiencia Coronariana, Doença de Chagas, Miocar- dioesclerose, Doenças da Tireóide etc.

 Como posso saber ou suspeitar de que estou com Arritmia?
     A princípio os sinais de arritmia pode variar desde pequeno mal estar localizado na face anterior ou esquerdo do tórax, com ou sem ânsia de vômito, até palpitações fortes ou dores em pontada no pericárdio ou "sensação de socos" no coração. Principalmente ela é mais sentido durante a noite ou quando está em ambiente silencioso, podendo ser desencadeado por esforço emoção ou mesmo sem motivo aparente. Outras vezes, pode estar acompanhado de calafrios, tontura podendo até desmaiar, provocado pela queda repentina da pressão arterial na vigência de taquicardia paroxística.
     Portanto qualquer sintoma acima, é preferível consultar um Cardiologista ou P. Socorro mais perto a fim de ser feito o diagnostico.

Pode um indivíduo com Arritmia e não ter sintomas?
     A Medicina não é uma ciência exata, portanto a sensibilidade à dor, às doenças, à agressão do meio ambiente ao nosso corpo varia de um indivíduo a indivíduo.
     Dessa forma tem paciente com uma grande quantidade de Extrassistoles Ventriculares ( Arritmia ) e não apresenta nenhum tipo de sintomas, contrastando por outro extremo em que o indivíduo só tem por exemplo 25 extrassísstoles mas o mesmo consegue pressentir todos. Portanto a sensibilidade é caráter individual.

A Arritmia Cardíaca é uma doença grave?
     A resposta é sim e não. Isto porque vai depender do tipo de arritmia que o individuo apresenta.
     Temos as arritmias ditas "benignas"como as extrassistoles supraventriculares e ventriculares isolados, os quais na mairia das vezes não necessitam de tratamento, mas sim de controle cardiológico periódico. E temos as arritmias ditas "malignas como a fibrilação ventricular, Fibrilacão atriald e alta freqüência, no qual estas patologias requere tratamento medicamentoso e controle cardiológico de rotina.

A Arritmia cardíca pode provocar parada cardíaca e morte?
     Sim, nos casos de arritmia ditas malignas ou "complexas", quando diagnosticas, devem ser tratadas o quanto antes, pois elas podem ser letais podendo levar a morte súbita em indivíduos aparentemente "sadios".

A Arritmia Cardíaca pode provocar desmaio e lipotímia?
     Sim, pode provocar desmaios, principalmente nas arritmias do tipo taquicardia supraventricular, onde por qualquer motivo seja eletrofisiológico, metabólico ou emocional, o coraçao repentinamente acelera abruptamente de por exemplo 80 para 180 batimentos por minuto. quando o coração atinge esta freqüência >180 bpm por minuto, o qual provoca uma série de alterações na pressão arterial, qual seja a hipotensão abrupta ou seja queda de pressão levando a sentir tontura , mal esta, ânsia de vômitos, suor frio, tontura repentina ou desmaio. portanto indivíduos que apresentarem estes sintomas procurar logo um pronto socorro ou um cardiologista.

A Arritmia pode provocar "derrame"?
     Sim, alguns tipos de arritmia como a Fibrilação Atrial Aguda ou Crônica, podem provocar derrame ou acidente vascular cerebral. Pois os indivíduos portadores desta arritmia tem a propensão de formar nos átrios do coração
     Pequenos trombos ou coágulos nas suas paredes, os quais elas podes se soltar para qualquer órgão do corpo humano, provocando dessa forma "derrame"quando ela se insta no vasos do cérebro, ou nos pulmões provocando embolia pulmonar, ou nos membros inferiores, provocando trombose nas pernas.

Quais são os métodos de diagnóstico para detectar Arritmia cardíaca?
     Basicamente os cardiologistas dispõem de um grande arsenal de exames complementares para o seu diagnóstico como a que se segue:
        1) Eletrocardiograma
        2) Teste de Esforço
        3) Ecodoppler
        4) Holter de 24 horas, que é o exame mais utilizado para detectar arritmias.
        5) Marca Passo implantável especialmente desenvolvido. Para detectar arrtmia (Revel- Meditronics).
        6) CETE. Cardioestimulação transesofágica.

Quais são os tipos de Tratamento p/ Arritmias?
        1) Tratamento com medicamentos.1) Tratamento com medicamentos.
        2) Tratamento por Ablação por meio de cateterismo.
        3) Tratamento por meio de Cirurgia

.